Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Um brinde em dia de festa

25/12
Hoje encheram-me com "eggnog" ou lá como se chama aquela bebida de ar suspeito que se bebe principalmente nos Estados Unidos da América durante a época natalícia. Uma senhora com um ar abatido mergulhava os lábios nas minhas bordas e bebericava entre lágrimas. Ouvi-a lamentar-se ao telemóvel que o voo tinha sido cancelado por causa das condições atmosféricas e que este Natal passaria sentada num bar "manhoso" (palavras da estrangeira e não minhas) ao lado do aeroporto. Pensei que se ela quisesse sentir reconfortada pelo sabor amargo que teria que me encher com algo de espírito mais forte mas respeitei que quisesse manter a tradição de copo cheio com intuito de preencher aquele vazio festivo. Um brinde à família.


31/12 - 01/01
O bar nunca esteve tão cheio e desta vez encontro-me em mãos corajosas que nunca me deixam cheio tempo suficiente para sentir o gosto requintado de um bom champanhe nem vazio o tempo necessário para recuperar o folgo. Dançaram comigo de um lado ao outro ao som de músicas que num dia normal se passem na rádio nós diminuiríamos o volume sem considerar a hipótese de o aumentar ou de sequer o deixar estar. Servi de vela e partilharam-me com uma estranha. As doze badaladas fizeram-se soar. Um brinde a todos os beijos bêbados de felicidade.




0 comentários:

Enviar um comentário