Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Vício humano

Deixei todos os meus vícios de parte e tornei-te no maior deles todos ao ponto de te materializar, cheguei ao ponto em que só te via como um meio para matar a minha fome e saudade de uma carícia mais intensa e de algumas palavras que até os adultos temem ao dizer.
Quando desapareceste o meu chão cedeu e vi o meu lado toxicodependente a gritar o teu nome no meio da rua, quantos mais dias passava envolvida na tua ausência maior era a atmosfera angustiante que me envolvia. Só estava em ti e quando dei por mim não sabia quem era, havia perdido a minha identidade. Devolves-me?
Voltei aos velhos hábitos, retomei todos os meus vícios, cada vez mais enterrada neles. Os cigarros atenuavam o pânico de não saber nada da tua pessoa, o café enganava as noites mal dormidas e as insónias diárias e o álcool escondia o teu nome já que eu própria era incapaz de o fazer.
Agora, de tão quebrada que estou, já não me lembro de sentir, já não me lembro da voz que me fez estremecer cada vez que sussurrava que me desejava todos os dias numa eternidade mentida, já não me lembro dos momentos nem dos sentimentos.
Talvez se não tivesses sido um vício eu não te teria amado.

2 comentários