Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Não se trata de finais felizes

Não te prometo um futuro, nem um final feliz. Quem mais jura mais mente e estes lábios fazem muito mas não te cobrem de mentiras. No entanto criamos juras de suor e trocas de momentos, ou melhor, há uma dissimulação de sentimentos mas nunca impedimentos para ter um bom proveito de ter a cabeça no teu peito, passar o dia em deleito.
Nem vejo razão para não sermos uma mútua distração, isto se estás disposto a esquecer a ideia de laços e passares a dar exclusiva atenção aos meus traços e não a todos os meus passos.
Um sofá, uma lareira, o calor, um desejo, recriamos como arte o ato de fazer amor. Em alternativa sempre temos as substâncias que nos aliciam, a menos que queiras cruzar ambos os cenários.
São nomes de almofada, corpos em lençóis, música ambiente e o ambiente já só grita por nós. Não me negues, primeiramente segue-me, seguidamente faz com que me perca.
Exercer controlo para acabar controlada, acordamos na mesma cama que nos deitamos na alvorada da madrugada.
Não há birras, nem pazes mas acredita que te vou agradecer por tudo o que me fazes. Peço desculpa antecipadamente pelas marcas que vou espalhar pelo teu tronco nu mas sabes a narcóticos e os vícios são complicados de largar.

0 comentários:

Enviar um comentário