Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Ilha sonhadora

E se eu for uma ilha paradisíaca, isolada e desconhecida? Perder-te-ias no meio do oceano sem controlo sobre as correntes para atracares na minha praia e permaneceres no meu coito?
Sei que sonho alto, a sete mil pés da terra, que a queda é dura e amarga mas estou disposta a saltar para a realidade se te acorrentares à minha mão e não a largares durante o declive.
Talvez, entre o eu ser um espaço cercado de mar sem conhecimento pelo mundo e ser o sonho mais alto da humanidade, haja tempo para encontrar o nosso amor criminal sem antecedentes, feroz sem violência, um amor animalesco racional. No fim de tudo só quero seu eu no meio de ti e no meio da utopia mental em que vivo.
Será possível perder-me em ti sem me desprender da minha verdadeira essência? E tu? Serias capaz de me roubar os sonhos para dançar em prol dos teus? Não me assaltes, ama-me sem me consumir.
Não me embebedas em amores-ódio ou meios termos até ao ponto em que me perca nas ruelas sujas da minha vida sem saber o que é ter amor próprio.
Apenas perde a guerra pela primeira vez na vida, deixa-te ficar na minha ilha hipnotizado pela paisagem, ergue a bandeira branca e deixa-te ficar derrotado sem te sentires prisioneiro.

0 comentários:

Enviar um comentário