Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Como se fosse a primeira vez

Quando é que foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez?
O primeiro beijo já lá vai com os primeiros anos da adolescência.
A primeira vez que partilhaste, virgem, os lençóis de uma cama envergonhada, já só é uma recordação que quis ser feita à pressa para te livrares da pressão dos amigos mais velhos.
O primeiro copo do néctar divino, esse já foi consumido ilegalmente na altura em que os teus pais pensavam que as tuas saídas à noite eram tão inocentes como o olhar deles sobre ti.
A primeira vez que não conseguiste olhar nos olhos de alguém. O que é que escondias? Ainda te lembras? Seria uma mentira ou um amor? Ou será que mentias porque amavas ou amavas porque mentias?
E o primeiro concerto, a primeira saída, a primeira bebedeira, a primeira vez em que te sentiste livre? Já são só recordações e nem sabes qual foi a primeira.
A mais importante, a única que te lembras com toda a nitidez: O primeiro amor. Aquela que te ligava nas horas vagas e tu lá ias apressado, aos trambolhões para uns braços que ainda não sabiam que não te queriam. Consideravas-te tão bom em começos, a primeira vez parecia sempre um começo de algo sem fim. Contudo, no final culpavas-te pelo fim por teres destruído tudo, incluindo tu mesmo.
Pára de te procurar nos mesmo sítios em que te já perdeste vezes sem conta.
Encontra alguém para amar e vive com essa pessoa todos os dias como se fossem o último, como se todas as vezes fossem a primeira.

2 comentários