Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Querido Pai

Este ano vou celebrar a tua morte.
Não porque te odeio mas sim porque te amo.
Não porque partiste mas sim pelos dias em que viveste e deste significado ao dia de alguém.
Este ano não vou chorar a saudade, vou vivê-la, vou senti-la com a maior das alegrias.
Vou agradecer por teres existido e vou representar-te com o maior dos orgulhos.
A vida é um labirinto e o fim é só um, cabe a todos se pensamos com tristeza no assunto ou se nos perdemos nela e tomamos o nosso próprio rumo.
Onde quer que estejas, onde quer que eu esteja. Vou lembrar-te com carinho mas não vou encalhar na tua ausência, vou partilhar as nossas memórias e manter-te vivo comigo e com as pessoas que se cruzam no meu caminho.
Este ano vou celebrar a tua morte como se celebra uma vida nova, não para me enganar a mim mesma mas sei o quanto gostavas duma boa festa...
Não sou a primeira filha a perder um pai mas para mim eras único com todos os teus defeitos assim como eu sou única na minha pobre existência com todos os meus.
Sorrirei sempre por te ter no meu sangue, no meu nome, na minha memória.
Com saudade.

(Faz hoje um ano que o meu pai faleceu. Faz hoje um ano em que eu quis escapar da realidade e ignorar a situação. Hoje torno-a imortal. Hoje torno-o imortal.)

0 comentários:

Enviar um comentário