Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

Bebemos um café um dia destes?

Passamos a vida acomodados num café qualquer sempre com o intuito de encontrar a saborosa cafeína ou um convívio pessoal mais suportável.
Contudo estamos constantemente ansiosos por algo, a espera insaciável. A vinda de algo nunca é certa, uma pessoa que se perde no tempo e não chega, um café que acabará por vir demasiado curto ou demasiado queimado e nunca na temperatura mais correta.
Acabando sempre por esperar sem lume ou sem nicotina (quando a ausência não é mútua) afogo-me em cafeína, drogo-me no líquido legal que me mantém acordada.
De qualquer das maneiras, os tiques, os gestos, tudo igual... apenas os pensamentos variam entre o que se cala e mói o consciente e o que disse da boca para fora e as suas consequências desmesuradas.
Um café é um ponto de encontro, uma partida. "Bebemos um café um dia deste?" é sempre a pergunta que nos puxa para um "fica comigo umas horas para conhecer a tua alma" ou então para um "despe-te e acorda-me".
Mas quem é que não gosta de se sentar numa cadeira ou sofá extremamente confortável na companhia duma bica e de um cigarro? Ou simplesmente na companhia de alguém que nos deixa confortáveis?

0 comentários:

Enviar um comentário