Slider (Add Label Name Here!) (Documentation Required)

E nós?

Coloquei-te sempre uma questão da qual sempre te esquivaste, "e nós?", sabes que não gosto de criar ilusões e muito menos vivê-las, contudo nunca respondeste de uma forma concreta.
Éramos / Criávamos prazer em movimento, sem "matemáticas", sem confusões, a simplicidade ao nível mais puro.
Já me devias de conhecer, rabo de cavalo (na perfeição) tão autoritário quanto eu, unhas compridas a rangerem na tua pele, andar confiante... só me desmonto contigo... e sei que nunca te esquecerás dos meus lábios tão sedosos como curiosos pelo mapa do teu corpo.
Quis que me cobrisses, que me guardasses do frio ou então quis que o fizesses porque gostava do perfume que havia em ti, ainda recordo o teu odor cravado na minha pele, na minha roupa, na minha mente.
Só bastam uns centímetros, senão uns milímetros, entre nós e eu já fervo com a química e a atração que vão jogando delicadamente com os nossos corpos colados um no outro imaginariamente.
Atingi a paz no teu colo com a cabeça pousada no teu ombro soltando breves versos à lua que nos vigiava.

0 comentários:

Enviar um comentário